A nossa programação no Fórum Social Mundial 2018

EVENTOS EM SALVADOR

A nossa programação no Fórum Social Mundial 2018

Atividades organizadas, apoiadas ou com participação da Fundação Rosa Luxemburgo e seus parceiros antes e durante o Fórum Social Mundial 2018LOGO clean
DIA 10, SÁBADO
19:00 – 22:00 Sarau do Gueto

Jovens dos núcleos de cultura e formação política do Movimento Sem Teto da Bahia (MSTB) e convidados ocupam o Goethe-Institut Salvador com o “Sarau do Gueto”, que apresentará performances de linguagens artísticas diversas. Entre a Praça do Cacau e o Teatro do instituto, grupos e coletivos de dança, música, hip-hop e poesia aliam arte e engajamento num ato simbólico que leva ao Corredor da Vitória a presença de cidadãos marginalizados.
A iniciativa parte da experiência que o MSTB tem tido com o senegalês Diol Mamadou, diretor artístico do Teatro Fórum Kàddu Yaraax e criador do Festival Senegalês de Teatro Fórum. Residente do Programa de Residência Artística Vila Sul do Goethe-Institut, Mamadou trabalha com as técnicas desenvolvidas pelo teatrólogo brasileiro Augusto Boal, fundador do Teatro do Oprimido. Ele ministrou oficina para integrantes do movimento, tendo também conhecido suas ocupações e filosofia, compartilhando o modo como utiliza o teatro fórum como ferramenta de descolonização do teatro e de luta social no Senegal.
Goethe-Institut, Av. Sete de Setembro, 1809, Corredor da Vitória
Goethe-Institut Salvador-Bahia | Fundação Rosa Luxemburgo | Movimento Sem Teto da Bahia
Sarau do Gueto
DIA 13, TERÇA-FEIRA
18:30 às 21:00 – Carrocracia e racismo
Apresentação do livro CARtoons com Andy Singer em uma conversa sobre cultura automobilística, racismo e machismo. Participação de Jamile Santana, do Centro Cultural La Frida e do projeto Preta, vem de bike
Centro Cultural La Frida – Beco da Agonia, 55 – Saúde
FRL | Centro Cultural La Frida | Mobicidade Salvador | União de Ciclistas do Brasil
05-carrocracia
DIA 14, QUARTA-FEIRA

 
9:00 às 13:00 – Mesa das Convergências: Novos Paradigmas para a sociedade do Bem Viver (Encontro Novos Paradigmas)
Quais os elementos necessários para novos paradigmas de sociedade/economia/meio ambiente?
Com Bernd Nilles (Fastenopfer – Suiça), Lindomar Terena (Conselho Terena/Apib – Brasil), Natalia Quiñonez (Fundasal por el derecho a humano al vivienda y al habitat – El Salvador), Godefroid Kä Mana Kangudie (Pole Institute Interculturel – República Democrática do Congo), Ladislau Dowbor (Pontifica Universidade Católica de São Paulo – Brasil), Tânia Ricaldi (Grupo de Trabajo Cambio Climático y Justicia GTCCJ – Bolívia), Edgardo Lander (Universidade Central da Venezuela)
Facilitação: Adriana Ramos (Instituto Sócio Ambiental – ISA/Abong)
Local: UFBA – Tenda Novas Paradigmas
Abong | Misereor | Iser Assessoria | Dreikönigsaktion | Fastenopfer | União Européia | FRL

novos paradigmas
9:30 às 13:00 – Clima e as falsas soluções: do REDD à extrema-direita  (em duas partes)
Diante dos fenômenos  que apontam para a mudança do clima no planeta, as reações de Estados nacionais, de grupos econômicos e de diferentes setores da sociedade civil tem sido divergentes e, muitas vezes, conflitantes. Grosso modo, há uma tendência de governos de direita de negar o aquecimento global, há a tentativa de imposição, nas cúpulas multilaterais, de soluções que mais beneficiam o capital do que o clima, há disputas sobre causas, efeitos e soluções, e há um recrudescimento de conflitos nos territórios atingidos tanto pelas mudanças climáticas quanto pelas medidas implementadas pelos diversos interesses ligados ao capital. O evento se propõe a discutir esta situação, apresentando experiências de vários países e analisando os matizes tanto de posições políticas quanto de propostas do capitalismo verde
UFBA – PAF III, Sala 211

9:30 Mesa-redonda com: Lorenz Gösta Beutin, deputado federal da Die LINKE, Alemanha, falará sobre a “Virada Energética” (Energiewende) na Alemanha, e a crescente dificuldade de implementar políticas de Justiça Climática numa conjuntura onde o sistema político alemão rapidamente se move para a direita; Tetet Lauron (IBON, Filipinas) falará do desafio de fazer militância e políticas de Justiça Climática baixo sob um presidente fascista; Fredson Guilengue (FRL Johannesburgo) falará sobre a conjuntura sul-africana, onde as políticas de Justiça Climática se misturam aos interesses corporativos e estatais sobre a mineração; Verena Glass (FRL São Paulo) falará dos retrocessos socioambientais no Brasil sob o domínio da Bancada Ruralista. Ao final, Ana Magalhães (Repórter Brasil) apresentará  o Ruralômetro, mecanismo que aponta a atuação e os apoios de parlamentares em relação a vetores de desmatamento e injustiças sociais e trabalhistas; Facilitador: Tadzio Müller (FRL Berlim)
11:30 Mesa-redonda com Sabine Minninger (Pão para o Mundo, Alemanha) que falará da iniciativa Insuresilience, novo fundo de investimento para riscos climáticos, e Jutta Kill (World Rainforest Movement), que falará sobre as políticas de REDD + no Brasil e no mundo; Facilitador: Tadzio Müller (FRL Berlim)

eventoverenaclima
9:30 às 12:00 – Agenda Nacional pelo Desencarceramento – Gênero e prisão
UFBA – PAF 3, Sala 315
GAJOP | IDEIAS | INEGRA | SMDH | Pastoral Carcerária Nacional | Justiça Global | DDH – Instituto de Defensores de Direitos Humanos| FRL
13:00 às 16:00 – Encarceramento em massa e racismo institucional
UFBA – Tenda Milton Santos e Lélia Gonzales
GAJOP | IDEIAS | INEGRA | SMDH | Pastoral Carcerária Nacional | Justiça Global | DDH – Instituto de Defensores de Direitos Humanos| FRL

19:00 às 21:00 – CARtoons – atropelando a ditadura do automóvel
Lançamento do livro com roda de conversa com Andy Singer
Biblioteca do Goethe-Institut – Av. Sete de Setembro, 1809 – Vitória
FRL | Mobicidade Salvador | União de Ciclistas do Brasil

06-lancamento-salvador
 
DIA 15, QUINTA-FEIRA
9:00 às 13:00 – Teia de comunicação popular do Brasil: Uma rede de solidariedade
UFBA – PAF I, Sala 213
Núcleo Piratininga de Comunicação | FRL
90d302cc-1978-4f9c-98a2-5e625497539f
09:30 às 13:00 – Acordo Mercosul-UE: negociações em regime de urgência
Depois de praticamente duas décadas sem avançar, representantes do Mercosul e da União Europeia aceleraram as negociações para fechar um acordo de “livre comércio” entre os blocos comerciais. As propostas estão sendo discutidas em segredo, e a sociedade civil não tem acesso aos detalhes do que está sendo colocado em jogo. Ao mesmo tempo, as recentes experiências de TLCs e algumas informações vazadas apontam para as consequências negativas desses acordos. Propomos discutir os prováveis impactos do Acordo União Europeia-Mercosul e como organizar a resistência a essa nova ofensiva colonizadora
UFBA – Geociências Auditório A
FRL| Rebrip | Argentina Mejor sin TLCs | Attac France | Attac Espanha | Pão para o Mundo | Coalizão de Deputados de Esquerda do Parlamento Europeu | Rede de Gênero y Comercio| Sindicato ELA (País Vasco) | CADTM

9:30 Tratados vampiros e seus impactos. Mesa-redonda com Luciana Ghiotto, Attac Argentina; Klaus Priegnitz, sindicalista da IG Metall Alemanha; Ethan Earle, FRL New York; Gerhard Dilger (FRL São Paulo)
11:00 Mercosul-UE: Janela de oportunidades para quem? Mesa-redonda com Adhemar Mineiro, Rebrip Brazil; Paul-Émile Dupret, bancada da ESQUERDA no parlamento europeio, Ariovaldo de Camargo, Confederação Centrais Sindicais Cone Sul; Graciela Rodríguez, Rebrip Brasil
12:15 Construindo resistências

Acordo Mercosul UE s layers
 
13:00 – 15:00 – Bioeconomia – a nova face do agronegócio

A bioeconomia redefine o velho agronegócio. Usando a matéria prima baseada em recursos naturais renováveis (”bio”), a bioeconomia é oferecida como resposta aos desafios atuais do capitalismo verde, afirmando a “descarbonização ” da economia como um novo paradigma de desenvolvimento – e o agronegócio como seu protagonista. A biomassa e os recursos genéticos são a base da bioeconomia.
Bioeconomia na América Latina: novas tendências e velhas ameaças – Camila Moreno; As novas formas de biotecnologias e a (des)regulação jurídica: o Estado neoliberal e o agronegócio no Brasil – Naiara Bittencourt (Terra de Direitos); Bioeconomia na Alemanha e no contexto internacional: agroenergia e bioplástico e a luta pelos recursos genéticos – Stig Tanzmann (Pão para o Mundo – Alemanha)
Moderação: Thomas Fatheuer (FDCL e KoBra – Alemanha)
UFBA – PAF I, Sala 214
KoBra | FDCL | Terra de Direitos | Pão para o Mundo | Fundação Heinrich Böll | FRL
16:00 às 18:00 – Tarifa zero: perspectivas e exemplos de política de passe livre no Brasil e no mundo (Encontro Novos Paradigmas)
Mesa-redonda com Daniel Caribé, ex-integrante do MPL e pesquisador de doutorado da Faculdade de Arquitetura da UFBA sobre a temática dos transportes; Judith Dellheim, pesquisadora alemã da Fundação Rosa Luxemburgo Berlim que tem acompanhado diferentes processos de implementação de políticas de passe livre na Europa; e Lucio Gregori, ex-secretário municipal de Transportes de São Paulo e defensor do sistema de tarifa zero; facilitador: Daniel Santini (FRL São Paulo)
Tenda Novos Paradigmas

 
Tarifa zero s layers
16:30 às 17:30 – Saltamos Juntos – Cenas de Teatro Fórum
O diretor teatral Diol Mamadou, do Senegal, e o Movimento Sem Teto da Bahia (MSTB) fazem teatro a céu aberto na Praça das Artes do Campus de Ondina da Universidade Federal da Bahia (UFBA). A performance “Saltamos Juntos” reúne cenas criadas num processo de compartilhamento de experiências entre o senegalês e o movimento baiano, que utilizam, cada um em seu contexto, a arte como instrumento de emancipação política.
Em residência na capital baiana no Programa de Residência Artística Vila Sul do Goethe-Institut Salvador-Bahia, com apoio da Fundação Rosa Luxemburgo, Diol Mamadou é diretor artístico do Teatro Fórum Kàddu Yaraax e criador do Festival Senegalês de Teatro Fórum, em Dakar.
Nesta temporada na Bahia, ele ministrou oficinas para integrantes do MSTB, compartilhando o modo como utiliza o teatro fórum como ferramenta de descolonização do teatro e de luta social no Senegal. No trabalho, Mamadou buscou criar um ambiente coletivo de criação e estimular a autonomia do grupo. A partir dos conteúdos, dilemas, relatos e questões trazidas pelos participantes, foram criadas as histórias que geraram as cenas montadas, que serão apresentadas no evento.
UFBA – Praça das Artes
Goethe-Institut Salvador-Bahia | Fundação Rosa Luxemburgo | Teatro Fórum Kàddu Yaraax | Movimento Sem Teto da Bahia | Fórum Social Mundial

Saltamos Juntos - banner site
 
DIA 16, SEXTA-FEIRA
9:00 – Assembleia Mundial das Mulheres
15:00 – Assembleia Mundial dos Povos, Movimentos e Territórios em Resistências
 
DIA 17, SÁBADO
9:30 às 12:00 – Agenda Nacional pelo Desencarceramento – Seletividade do sistema penal 
UFBA – PAF IV, Sala 204
GAJOP | IDEIAS | INEGRA | SMDH | Pastoral Carcerária Nacional | Justiça Global | DDH – Instituto de Defensores de Direitos Humanos| FRL

19:00 às 22:00 – O Teatro do Oprimido entre África e Latino-América
Apresentação de cenas de teatro fórum. O evento reúne o diretor de teatro Diol Mamadou (Senegal), o Movimento Sem Teto da Bahia (MSTB), o Movimiento Popular La Dignidad (Argentina) e Julian Boal, praticante do Teatro do Oprimido fundado por seu pai, o teatrólogo Augusto Boal, uma das grandes figuras do teatro contemporâneo internacional.
Em residência na capital baiana como residente do Programa de Residência Artística Vila Sul do Goethe-Institut Salvador-Bahia, Diol Mamadou é diretor artístico do Teatro Fórum Kàddu Yaraax e criador do Festival Senegalês de Teatro Fórum. Nesta temporada, ele ministrou oficina para um grupo de integrantes do MSTB, tendo também conhecido suas ocupações e filosofia, compartilhando o modo como utiliza o teatro fórum como ferramenta de descolonização do teatro e de luta social no Senegal. As cenas resultantes deste processo serão apresentadas no evento, assim como cenas trazidas pelo Movimiento Popular La Dignidad.
Teatro do Goethe-Institut – Av. Sete de Setembro, 1809 – Vitória
Goethe-Institut | Fundação Rosa Luxemburgo | Teatro Fórum Kàddu Yaraax | Movimento Sem Teto da Bahia | Movimiento Popular La Dignidad | Instituto Augusto Boal

O Teatro do Oprimido entre África e Latino-América - banner site